Conheça o trabalho da Guarda Costeira Municipal Prevenir, fiscalizar e salvar vidas humanas e de animais marinhos é seu objetivo




Edmilson Lelo
Preservar a vida de banhistas é prioridade

Por Caroline Rodrigues.

O escritório deles é na praia e a iluminação é o sol. Parece o serviço dos sonhos de muitas pessoas, mas os Guardas Civis Municipais do Grupamento de Guarda Costeira de Praia Grande trabalham arduamente zelando pela vida das pessoas e dos animais marinhos, fiscalizando embarcações, através do controle aquaviário e preservando da natureza. Às vésperas do aniversário da corporação, no dia (14), eles chamam atenção pela dedicação e qualidade dos serviços, sendo elogiados por profissionais renomeados e entidades como GREMAR e IBAMA, parceiros dos guardas.

A Guarda Costeira é composta por seis Guardas Civis Municipais, sendo um inspetor o Delfo Monsalvo, responsável pelo serviço diário e pelo patrulhamento náutico feito no dia a dia.

O Grupamento da Guarda Costeira Municipal teve inicio no dia 6 de junho de 2000, quando foi assinado pelo então prefeito Ricardo Yamauti um convênio com a Capitania dos Portos e com a fiscalização do tráfego de embarcações das áreas adjacentes às praias. A partir do dia 20 de junho, através do decreto Nº 3089, a Guarda Municipal passa a ser inserida como órgão fiscalizador, neste segmento, em conjunto com a Secretaria de Finanças. Em 2001 teve uma reestruturação onde passou a ser Grupamento de Fiscalização Náutica, já em 2005 foi pré estabelecido normas e diretrizes que regem o grupamento. Em 2009, de acordo com a lei complementar nº 544 do dia 10 de agosto fica denominado Grupamento da Guarda Costeira.

O serviço da Guarda Costeira tem então a finalidade de fiscalizar o tráfego aquaviário, nos aspectos relativos à segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana e a prevenção da poluição ambiental e proteger, fiscalizar, autuar e vigiar permanentemente o patrimônio ecológico e ambiental.

“Trabalhamos em conjunto com Serviço de Proteção e Preservação do meio ambiente marinho, a partir de 2006, oficializada a parceria com o IBAMA através da inserção à REMASE, salvaguarda e prevenção da vida humana em águas, em apoio ao Corpo de Bombeiros Guarda Vidas, patrulhamento marítimo costeiro em conjunto ao 2º GAAAe, em proteção a área de segurança militar e apoio anual ao exercício de tiro real de canhão antiaéreo”, explica Delfo.

O Patrulhamento marítimo costeiro age em Defesa e Preservação, em zona de amortecimento, da unidade de conservação do Parque Estadual Xixová-Japuí, em parceria a Fundação Florestal. Trabalha em conjunto com diversas secretarias desta municipalidade, bem como de municípios da região metropolitana da Baixada Santista, além de apoiareventos náuticos e voltados ao meio ambiente.

O inspetor Delfo Monsalvo ressalta a importância da Guarda Costeira na orientação, preservação, patrulhamento marítimo costeiro, tanto por terra quanto por mar, e nas ocorrências diárias, captura de animais marinhos vivos e mortos. ”Este ano de 2011 foi o ano das tartarugas. A maioria infelizmente morta. De 105 recolhidas, apenas 10 vivas e 95 mortas, a maioria da espécie verde, tendo como causa principal do óbito a ingestão ou contaminação por lixo”, ressalta Monsalvo.
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

GUARDA MUNICIPAL DE CRUZETA AVANÇA E SE DESTACA NO SERIDÓ .

GUARDA MUNICIPAL DE PARELHAS É APRESENTADA A POPULAÇÃO.GUARDA DE JARDIM DO SERIDÓ ESTEVE PRESTIGIANDO!

DOIS MENORES SÃO APREENDIDOS PELA PM EM JARDIM DO SERIDÓ