REFLEXÃO PARA TODOS QUE FAZEM AS GUARDAS MUNICIPAIS-Dividir para conquistar/Quousque tandem abutere




Dividir para conquistar. 


Essa máxima romana está sendo posta em prática em algumas Guardas hora por comandos próprios ora por comandos oriundos da outra milícia ora por nós mesmos.

Nada mais indivisível do que uma Guarda formada por um único objetivo com senso da mesma necessidade e uma única fala em toda corporação.

A serviço do desserviço e separatismo, fomentou-se a desunião do Guardas , apoiado-se por falsas premissas como :fomentar divisões internas e antagonismos adormecidos. Se esses não existirem, crie-os.

Desde que ingressei na fileiras da Guarda tive que conviver com algumas falácias como: plantão A versus B,noite versus dia,antigos versus modernos,graduados versus terceiras e segundas,de quem trabalha está errado,que lutar por seus objetivos será punido devemos ter em mente que não se pode tornar a opinião e a liberdade de expressão em atitude delituosa. A Constituição Federal no Brasil, em seu art 5° inciso IV reza:


 É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;  CF Art. 5° IV.

Uma frase pronunciada em 63 a.c. por Marcus Tullius Cicero,oriundas das Catilinárias (em latim In Catilinam Orationes Quattuor) que são uma série de quatro discursos célebres de Cícero, o consul romano exemplifica a insatisfação da Guarda:
Até quando, enfim, ó Catilina, abusarás da nossa paciência? Por quanto tempo ainda esse teu rancor nos enganará? Até que ponto a (tua) audácia desenfreada se gabará (de nós)? (Até quando, enfim, ó Catilina, abusarás da nossa paciência? Por quanto tempo ainda esse teu rancor nos enganará? Até que ponto a (tua) audácia desenfreada se gabará (de nós)? (Quousque tandem abutere, Catilina, patientia nostra? Quamdiu etiam furor iste tuus nos eludet? Quem ad finem sese effrenata iactabit audacia?)., Catilina, patientia nostra? Quamdiu etiam furor iste tuus nos eludet? Quem ad finem sese effrenata iactabit audacia?).

Até quando cavaremos nosso próprio abismo ? Como corporação devemos ser construtores de pontes, não cavadores de abismos.
É preciso que Guardas de todas as classes reafirmem, através de ações concretas, a concepção de que nossas ações devem ser conscientes, corajosas, com objetivo e comprometidas com a glória e futuro de nossa corporação, bem como atenção e o engajamento na resolução dos complexos problemas pelos quais passa a nossa Guarda Civil.
Legião Romana quando unidos eram imbatíveis 
Divididos somos fracos, juntos somos agentes de transformação.

Como Jesus disse, uma casa dividida contra si cairá.


Autor : Professor Prezotto Licenciado em Letras Por/Esp (Anhanguera) Extensão Universitária Prevenção ao uso indevido de drogas( Senad-Ufsc)
Compartilhe este artigo :

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

GUARDA MUNICIPAL DE CRUZETA AVANÇA E SE DESTACA NO SERIDÓ .

GUARDA MUNICIPAL DE PARELHAS É APRESENTADA A POPULAÇÃO.GUARDA DE JARDIM DO SERIDÓ ESTEVE PRESTIGIANDO!

DOIS MENORES SÃO APREENDIDOS PELA PM EM JARDIM DO SERIDÓ