GUARDA MUNICIPAL DE JARDIM DO SERIDÓ

Loading...

sábado, 14 de março de 2009

PROGRAMA PRÓ-CIDADANIA DO CEARÁ INCENTIVA CRIAÇÃO DE GUARDAS MUNICIPAIS.


GUARDAS MUNICIPAIS (14/3/2009)
Governo financiará o contrato de GMs.
Para cada guarda contratado por uma Prefeitura o Governo financiará o pagamento de um outro

Foi lida ontem, no plenário da Assembléia Legislativa, projeto de Lei do Poder Executivo que implanta nos municípios cearenses, o Programa de Proteção à Cidadania (Pró-Cidadania). Serão beneficiadas as cidades com menos de 50 mil habitantes que não serão incluídas no Programa Ronda do Quarteirão. O projeto prevê a contratação de agentes de segurança pública através de convênio firmado entre Estado e as respectivas prefeituras.

Repressão

O Pró-Cidadania é uma guarda municipal formada por agentes da cidadania que serão responsáveis pela repressão aos crimes contra a ordem e patrimônio públicos, prevenção do uso de entorpecentes, além da fiscalização e regulamentação do trânsito.

De acordo com a mensagem, a instalação do Programa terá contra partida do Estado e das prefeituras, através de um convênio onde cada parte entrará com sua participação. Será de responsabilidade das prefeituras criar suas guardas municipais e contratar o pessoal através de processo público seletivo simplificado que será coordenado e acompanhado pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social.

Ao Estado, através do convênio, cabe repassar recursos financeiros e equipamentos. Segundo o líder do Governo na Casa, deputado Nelson Martins (PT), o Estado será responsável por garantir viaturas, uniformes, curso de formação dos agentes, tendo ainda a responsabilidade de arcar com o pagamento da metade do número de agentes selecionados pelos municípios. Ou seja, “por cada agente pago pelo município, o Estado paga outro”, explicou o líder governista.

Habitantes

O projeto de lei ainda especifica o limite de agentes afirmando ser um agente de Cidadania para cada 500 habitantes. Nelson Martins acredita que o Pró-Cidadania atingirá cerca de 3,5 milhões de habitantes, compreendendo assim, a contratação de pelo menos sete mil agentes da cidadania. Esse número somado às contratações da Polícia Militar, o parlamentar acredita que o efetivo de policiais no Estado ficará em torno de 26 mil policiais.

O projeto arrancou congratulações da maioria dos parlamentares que parabenizaram o Estado por essa iniciativa. Como foi o caso do deputado de oposição Heitor Férrer (PDT), afirmando que o Governo deve empreender todos os esforços para combater a violência.

Para o deputado Fernando Hugo (PSDB), este é um projeto maior do que o Programa Ronda do Quarteirão, afirmando que o Pró-Cidadania foi uma idéia levantada pelo presidente da Assembléia, deputado Domingos Filho (PMDB), e que foi acatada pelo governador.

O deputado Tomás Figueiredo (PSDB) também parabenizou a iniciativa, afirmando que muito ainda tem que ser feito. O vice-líder do Governo, deputado Roberto Cláudio (PHS) defendeu, afirmando que o programa visa coibir os crimes em cidades com menos de 50 mil habitantes.

Fonte:Diário do Nordeste.

3 comentários:

ticiane souza martins disse...

bom dia?
gostaria de saber por que noã aceitão mulhere, por que fui fazer milha escrição para o guarda municipal de capiatrano, que esta neste progeto, e não mim aceitaão pelo cinpres motivo de ser uma mulher.
e as pessoas falão que nossos dereitos são iguais que dereitos são este, que as pessoas que fui escluida de uma celesão pelo motivo de ser uma mulher...

ticiane souza martins

Anônimo disse...

Me desculpe pela sinceridade , mas talvez tenha sido reprovada em Português e Gramática....

Pedro Paulo disse...

rsrsrsrsrsrsrsrsrs
rsrsrsrsrrsrsrrs
rsrsrsrsrsrrssrsrs

Mesmo se todas as Guardas do Brasil se armarem a Ticiane com "pistolão" não entra em nenhuma delas.

Jesus...
Sangue de Cristo tem poder...

Ela escreveu o seu proprio nome começando com letra minuscula.

rsrsrsrsrs
rsrsrsrsrs
rsrsrsrs