PREFEITURA DE ARACAJU E SMTT CONTINUAM COM PERSIGUIÇÃO AOS GUARDAS MUNICIPAIS

Publicado em: 26/11/2009 07:15:57
PREFEITURA DE ARACAJU E SMTT CONTINUAM COM PERSIGUIÇÃO AOS GUARDAS MUNICIPAIS

O presidente do Sindicato dos guardas Municipais de Aracaju (SIGMA), Ney Lúcio dos Santos, voltou a mostrar sua insatisfação com a maneira que a categoria vem sendo tratada pela prefeitura de Aracaju e pela Secretaria Municipal de Transporte e Transito (SMTT).

As funções dos guardas municipais estão deturpadas, na visão do presidente do SIGMA. ‘A função do Guarda Municipal é promover a segurança pública e velar pela aplicação da legislação de trânsito no plano dos municípios. Compete ao guarda municipal, zelar pela segurança das pessoas, bens e serviços públicos como escolas, praças e postos de saúde’, explicou Ney.

Ney lucio diz ainda que “a função do guarda municipal, promover a fluidez no trânsito, orientando aos condutores e pedestres. Ele é personagem muito importante para a qualidade de vida nas cidades, pois de seu trabalho é que aparece uma cidade mais organizada. Muitas pessoas acham que o guarda municipal é apenas um aplicador de multas, o que não é verdade”, afirma Ney Lúcio.

Porem, os guardas municipais ainda estão enfrentando problemas sérios no exercício da profissão devido à pressão feita pela PMA e SMTT, começando pelos baixos salários ofertados à categoria, que não recebe incentivo para trabalhar com tão pouca remuneração.

O salário base do guarda municipal de Aracaju é de R$ 465, o que, segundo o presidente do sindicato, é o menor do país. Isso faz com que os guardas municipais trabalhem em excessivas horas extras para complementar a sua renda, ou até mesmo façam bicos como seguranças em estabelecimentos comerciais, arriscando sua vida para garantir o pão de cada dia. “Um membro da categoria que trabalha na SMTT na divisão de trânsito teve a perna amputada em um grave acidente não sabe mais o que fazer para poder complementar seu salário, mesmo doente terá que fazer horas extras descumprindo ordens médicas para não sofrer uma perda salarial de R$ 500,00. Pois trabalhará mesmo com a perna mutilada.

O plano de carreira da categoria, até hoje é desrespeitado pela prefeitura. Os servidores estranhos ao quadro da guarda municipal estão ocupando as funções que deveriam ter deixado em 2007, quando prescrevia o prazo de interstício da primeira turma de concursados. O que se mostra também é o desvio de função de policiais militares, que deveriam estar prestando seus serviços à sociedade como agentes ostensivos de segurança pública pela Polícia Militar, que ainda estão na Guarda Municipal, ocupando lugar de agentes concursados. Em quanto os policiais militares dirigem as viaturas da GMA para resolver problemas de menor valor os guardas que trabalham na lixeira do Bairro Santa Maria, tem que subir o morro a pé para desempenhar suas funções sendo vítimas de emboscadas feitas por marginais apenas com o fim de tomar as suas armas.

Um terceiro aspecto são as péssimas condições de trabalho dos profissionais da segurança pública municipal, guardas municipais são obrigados a trabalhar com viaturas sucateadas, fardamentos velhos e rasgados, rádios de comunicação que não funcionam, postos de serviço sem a mínima estrutura física para acomodar o GM durante uma escala de absurdas doze horas seguidas de serviço.

com www.marciorocha.net

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

GUARDA MUNICIPAL DE CRUZETA AVANÇA E SE DESTACA NO SERIDÓ .

ASSALTO AO SUPERMERCADO DE RENAN !

GUARDA MUNICIPAL TEM PODER DE POLICIA EM QUALQUER CIDADE !